segunda-feira, 4 de junho de 2007

ATORES : STEVE JAMES & ANTHONY STEFFEN


STEVE JAMES

O ator Steve James é um daqueles rostos que acostumamos a ver nos filmes, geralmente os de ação, como o parceiro do herói, mesmo ele lutando mais do que o herói.Fiquei muito triste em saber que ele morreu. E olhe que já fazem quase 14 anos.

Aqui vai minha pequena homenagem ao cara que descia a porrada nos bandidos e em especial nos malvados Ninjas.

STEVE W. JAMES nasceu no dia 19 de Fevereiro de 1952, na cidade de New York, começou a trabalhar em comerciais de Tv, o pulo pro cinema foi logo, começou a trabalhar como dublê em diversos filmes como Os Selvagens da Noite, de Walter Hill, O Mágico Inesquecível de Sidney Lumet entre outros.

Seu primeiro papel principal foi no filme O Exterminador de James Glickenhaus, onde fazia o parceiro de Robert Ginty. Entretanto ficou conhecido no mundo todo quando fez parceria com Michael Dudikoff nos filmes América Ninja 1 e 2,(Aliais é um dos filmes preferidos do meu pai.) onde interpretava o soldado Curtis Jackson e descia a lenha nos malvados Ninjas que apareciam pela frente.

Ele não só atuou em filmes de pancadaria, mostrou também o seu talento em filmes dramáticos como Marcas do Destino e comédias com Johnny Bom de Transa e Um Morto Muito Louco 2.

Foi também roteirista, escreveu o roteiro do filme Street Hunter (1990), participou de séries como A Gato e o Rato, Carro Comando e Os Gatões.

Atuou também como parceiro de Chuck Norris nos filmes Comando Delta e Um Herói e o Seu Terror, com David Carradine em Pelotão de Guerra e Christopher Walken em McBain - O Guerreiro Moderno.Seu último filme foi o piloto para a série Mantis-A Vingança Que Não Tarda. Já muito doente pelo câncer que o estava consumido, acabou falecendo no dia 18 de Dezembro de 1993.Ele tinha 41 anos.

Steve, onde quer que você esteja continue nos defendendo dos malvados Ninjas.

Descanse em paz.Velho Guerreiro.


ANTHONY STEFFEN

Anthony Steffen, aliais o brasileiríssimo Antonio Luiz de Teffé, nasceu em Roma, Itália, mas precisamente na Embaixada Brasileira.Filho do ex-corredor de formula 1 e diplomata, o Conde Manoel de Teffé.

Apesar de sua origem nobre, Antonio, durante a Segunda Grande Guerra saiu de casa para juntar aos partisans na luta contra o nazismo.

Sua primeira experiência no mundo do cinema foi sendo um mensageiro para o diretor Vitório de Sica, durante o filme Ladrões de Bicicletas, de 1948.

Como ator fez a sua estréia no filme Os Revoltosos.Depois da sua primeira aparição, seguiram-se diversas produções italianas de diferentes estilos, inclusive na América com o filme de Robert Aldrich, Os Últimos Dias de Sodoma e Gamorra de 1962.Mas Teffé tornou-se mundialmente conhecido por suas atuações em westerns.

Seu maior papel talvez tenha sido como o pistoleiro fantasma em Django-O Bastardo de 1969, filme que serviu de inspiração para Clint Eastwood dirigir O Estranho Sem Nome de 72.

Outros de seus trabalhos nesse gênero incluem 7 dólares para Matar de 66, Um Trem para Durango de 69 entre outros.Também foi roteirista, produtos e assistente de diretor.

Sempre elegante e educado, Teffé era fluente em inglês,francês,espanhol,italiano e é claro em português.Teffé foi um dos mais ativos atores italianos de sua época, Teffé participou de muitos filmes e trabalho com diversos diretores como Sergio Corbucci,Sergio Garrone,Sergio Martino,Roger Vadim,Antonio Margheriti,Lucio Fulci entre outros,mas no inicio dos anos 80 mudou-se para o Rio de Janeiro.

Fez alguns filmes brasileiros, entre eles Mulheres Liberadas de 82 e Momentos de Prazer e Agonia de 83.

Em 2002 iniciou sua luta contra um terrível câncer, que finalmente perdeu em 2004.Ele tinha 73 anos.

Algumas curiosidades sobre Antonio de Teffé:
# Seu filme preferido era Paixão de Fortes (My Darling Clementine) de John Ford;
# O grande Antonio de Teffé detestava cavalos.

3 comentários:

joao´ morais disse...

tenho 59 anos,assisti a muitos filmes de farueste com esse ator antonio de tefe na minha adolecencia, nos anos 60 eran os faruestes que dominavan as telas dos cinemas infelismente naó se produzem mais bons filmes o que se ve nas telas e nas tvs, sexo e violencia.

joao´ morais disse...

tenho 59 anos,assisti a muitos filmes de farueste com esse ator antonio de tefe na minha adolecencia, nos anos 60 eran os faruestes que dominavan as telas dos cinemas infelismente naó se produzem mais bons filmes o que se ve nas telas e nas tvs, sexo e violencia.

Mara Reis disse...

Fui grande Amiga De Anthony ,
O Cara !
Bonito , Elegante, Cavaleiro Educado
My first love !

Mara Reis